Será pé de atleta?

pé de atleta: sintomas e quando procurar ajuda

O pé de atleta é uma dermatomicose comum em desportistas, mas pode afetar qualquer pessoa e deve ser sempre tratado por um especialista. Aprenda a prevenir este problema e conheça os principais sintomas.

  • PorManuela VasconcelosJornalista

  • Colaboração e revisão científicaDra. Joana AzevedoPodologista 

O pé de atleta é uma dermatomicose comum em desportistas, mas pode afetar qualquer pessoa. Forma-se na zona interdigital e pode originar prurido, dor, descamação, fissuras, inflamação. É provocada por fungos que proliferam em ambientes húmidos e quentes, daí ser comum o contágio em balneários, piscinas ou ginásios. Além do desconforto e odor desagradável, «se não for tratado pode afetar as unhas (onicomicose)», alerta Joana Azevedo, podologista, à Revista Prevenir.

Como prevenir o pé de atleta

Evite andar descalço em locais públicos ou partilhar meias e sapatos. Siga uma higiene rigorosa, «lavando os pés diariamente com sabonete neutro e secando-os bem, principalmente entre os dedos, sem esfregar ou irritar a pele». Deve, ainda, observar diariamente os pés para detetar alterações da pele e unhas. Alterne o uso dos sapatos, prefira meias de fibras naturais e troque-as todos os dias.


Quando procurar ajuda

Este problema deve ser sempre tratado por um especialista. «Se observa algum dos sinais ou sintomas apresentados, provavelmente tem pé de atleta e deve tratá-lo rapidamente. Um podologista saberá indicar-lhe qual o melhor tratamento a seguir», aconselha Joana Azevedo.

Última revisão: Agosto 2014

artigos recomendados

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this