Herpes labial: aprenda a controlar a dor

herpes labial: causas, sintomas, tratamento

O herpes oral, mais conhecido por herpes labial, é uma infeção que se manifesta através de bolhas pequenas e dolorosas, tipo afta, nos lábios, gengivas, língua, céu da boca, interior das bochechas ou garganta.

  • Colaboração e revisãoDr. José Carlos Pinto CorreiaCoordenador da Unidade de Estomatologia do Hospital dos Lusíadas 

Herpes simplex tipo 1 (HSv-1) é o nome do vírus que provoca o herpes oral. Entre o contacto com o vírus e o surgimento dos sintomas há o chamado período de incubação, que pode decorrer entre 2 a 12 dias. Após a primeira infeção, o vírus torna-se dormente nos tecidos nervosos da cara, podendo mais tarde ser reativado. O surgimento de bolhas muito pequenas e superficiais são o sintoma mais característico. Menstruação e outras alterações hormonais, luz solar, febre e stresse podem despertar o vírus, originando um surto sintomático. A Revista Prevenir conta-lhe o essencial sobre esta infeção.

Formas de contágio

  • Lâminas de barbear, toalhas, pratos, óculos… A partilha destes objetos e outros contactos pessoais ou íntimos com alguém infetado pode estar na origem do contágio.
  • Sexo oral Pode originar a propagação do vírus herpes simplex tipo 2 (Hsv-2), que causa o herpes genital, para a boca.

Sintomas do herpes

Prurido, formigueiro e/ou ardor nos lábios ou em redor da boca indicam que a infeção está prestes a manifestar-se. As bolhas muito pequenas e superficiais são o sintoma mais característico do herpes. Antes do aparecimento das bolhas pode ainda surgir dor de garganta, febre e glândulas inflamadas. Os sintomas podem demorar até 3 semanas a desaparecer. 


Dor

É mais intensa quando as feridas surgem e pode fazer com que comer e beber se torne difícil. Em alguns casos, as gengivas podem sangrar. Durante a fase ativa do herpes, evite bebidas quentes, alimentos salgados, picantes ou cítricos, de forma a proteger-se da dor.

Formas de aliviar a dor

  • Aplicar gelo ou um pano morno nas feridas
  • Bochechar com água fria
  • Enxaguar com água salgada
  • Aplicar um creme antiviral ou um patch com hidrocoloide – mais eficazes quando aplicados aos primeiros sinais, antes de as bolhas se desenvolverem.

Medidas de prevenção do herpes labial

  • Lave as mãos frequentemente e evite tocar nas feridas: tal favorece o alastramento do vírus para outras zonas do corpo e o contágio de outras pessoas.
  • Aplique bálsamo labial e protetor solar no rosto para diminuir o risco de reativação do vírus.

Consulte o médico se…

  • Os sintomas forem severos ou não desaparecerem após duas semanas.
  • Tiver feridas ou bolhas perto dos olhos.
  • O sistema imunitário se encontrar debilitado devido a outras doenças ou à medicação.
Última revisão: Março 2014

artigos recomendados

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this