facebook-icon facebook-icon instagram-icon instagram-icon

com o apoio de

pensa_positivo

VIH/sida: O que sempre quis saber, mas nunca perguntou

VIH/sida: O que sempre quis saber mas nunca perguntou

Questão a questão, uma médica especialista em infecciologia esclarece as principais dúvidas relacionadas com a doença, sem tabus.

  • Revisão científicaDra. Joana Boto FernandesMédica infecciologista

Quais são os primeiros sintomas? O que fazer se o teste der positivo? Será que posso estar infetado? Quando o tema é a infeção por VIH/sida, estas são algumas das questões que podem surgir. Uma médica especialista em Infecciologia dá-lhe as respostas.

É possível perceber que uma pessoa tem VIH pelo seu aspeto?

Não, na maioria das vezes os indivíduos infetados pelo VIH não apresentam qualquer alteração externa.

Quais os sintomas iniciais da infeção por VIH? Poderei saber que tenho a infeção através desses sintomas?

Quando ocorre a infeção pelo vírus, a doença manifesta-se habitualmente com febre, dor de garganta e aumento dos gânglios. Estes sintomas desaparecem e a pessoa pode ficar sem qualquer sintoma durante cerca de dez anos.

Um comportamento de risco é suficiente para se ficar infetado?

Sim, basta uma vez para se ficar infetado. Claro que se forem mais vezes o risco aumenta.

O que fazer se tiver um teste ao VIH positivo?

Se tiver um teste VIH positivo, este deve ser confirmado em consulta hospitalar. Caso se confirme, passa a ser seguido no hospital regularmente e a fazer medicação diariamente. Nada se modifica na sua vida pessoal ou profissional e, como tal, apenas os seus parceiros sexuais devem ser informados.

Um resultado negativo é mesmo negativo?

Quando o risco de transmissão tenha ocorrido muito recentemente, o resultado do teste deve ser repetido ao final de três meses.

Hoje em dia podem ser administrados medicamentos para diminuir a probabilidade de transmissão após um comportamento de risco

As diferentes práticas sexuais envolvem todas o mesmo risco de infeção?

Não, o risco é diferente para cada prática. Há maior risco no sexo anal, seguido do vaginal e, finalmente, o oral.

Posso tomar algum medicamento após um comportamento de risco para prevenir infeção?

Sim. Hoje em dia podem ser administrados medicamentos para diminuir a probabilidade de transmissão após um comportamento de risco, a chamada PEP (profilaxia pós-exposição da infeção por VIH). Deve ser iniciada nas primeiras 24 horas após o contacto e mantida durante quatro semanas.

Tenho um namorado VIH negativo. Posso ter sexo desprotegido?

Antes de ter relações sexuais desprotegidas com alguém, devem ambos fazer o teste de rastreio para verificar se estão infetados pelo VIH (e até outras doenças, como a sífilis). O teste deve ser efetuado três meses após a última relação sexual sem preservativo. O rastreio deve ser efetuado regularmente se a relação não for exclusiva (monogâmica).

Os homossexuais e toxicodependentes correm maior risco de ser infetados? E entre homens e mulheres, quem corre mais risco?

Entre todos, os toxicodependentes que trocam materiais utilizados para consumo de drogas são os que correm mais risco. Entre os homens e as mulheres, o risco é maior para o indivíduo recetor na relação sexual.

Última revisão: Novembro 2019

artigos recomendados

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this