Pelos no queixo: como posso eliminá-los?

Quando existe pelos no queixo de uma mulher não significa que tenha alguma patologia ou que haja um desequilíbrio hormonal

«Os pelos, que são anexos cutâneos com origem na epiderme, existem em todo o corpo (com exceção das palmas e plantas), nomeadamente na face. Sob influência hormonal, alguns podem diferenciar-se em pelos mais espessos e com pigmentação, como é o caso da barba no homem ou os pelos axilares e púbicos após a puberdade.

Nalguns casos, na mulher, e provavelmente por existirem alguns folículos com maior número de recetores para estas hormonas (androgénios e progestativos), pode haver também, pontualmente, o desenvolvimento de pelos faciais. Tal não significa que haja alguma patologia ou esteja associado um desequilíbrio hormonal», esclarece Tiago Baptista Fernandes, à Revista Prevenir.

Pelos no queixo: Métodos de depilação

«A depilação de tais pelos pode ser transitória (arrancamento, cremes depilatórios, eflornitina – princípio ativo de uso tópico que inibe a enzima responsável pelo crescimento dos pelos) ou definitiva (depilação laser, luz intensa pulsada ou electrólise).

Pessoalmente, penso que, tratando-se de poucos pelos, a opção pela eletrólise (eletrocoagulação) é mais aconselhável porque nalguns casos, apesar de raros, a tentativa de fotodepilação (laser ou luz intensa pulsada) na face pode estimular o crescimento dos pelos em vez de os eliminar definitivamente (é o chamado fenómeno de fotoestimulação). Nos casos de grande densidade de pelos ou em áreas mais extensas, aí sim, aconselho vivamente a fotodepilação.»

Última revisão: Maio 2014

artigos recomendados

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this