Faz mal usar a escova de dentes elétrica todos os dias?

«Segundo os últimos estudos científicos, não há qualquer prejuízo para a saúde oral na utilização diária da escova de dentes elétrica, devendo a sua frequência de uso ser igual à manual (duas a três vezes por dia), é apenas mais um método de que dispomos para o controlo da placa bacteriana (fator causal primário das doenças gengivais e cárie dentária).

A tecnologia oscilante rotacional de algumas delas, que se refere ao tipo de movimentos da cabeça da escova, demonstrou ter eficácia superior no controlo da placa bacteriana e, por conseguinte, melhores resultados na prevenção das doenças gengivais e cárie dentária. As restantes tecnologias, com diferentes tipos de movimento da cabeça da escova, apresentaram resultados muito similares aos da escovagem manual.

«Não há qualquer prejuízo para a saúde oral na utilização diária da escova de dentes elétrica»

Podemos, assim, concluir que alguns tipos de escova de dentes elétrica apresentam maior eficácia, especialmente se considerarmos determinadas condicionantes do utilizador, como reduzida destreza manual e motivação, e difícil acessibilidade aos dentes posteriores. Aconselho a que esta escolha seja feita atendendo às particularidades de cada pessoa e sempre com a colaboração do seu profissional de saúde oral (médico dentista ou higienista oral)», esclarece João Caramês, à Revista Prevenir.

Última revisão: Março 2015

artigos recomendados

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this