São os maiores órgãos do sistema respiratório e têm como função fornecer oxigénio ao sangue. Apesar de serem internos, estão em permanente “contacto” com o meio ambiente.

  • PorCatarina Caldeira BaguinhoJornalista
  • IlustraçãoRita Ferreira

  • ColaboraçãoDra. Cecília PardalMédica pneumologista 

É nos pulmões que se dá a troca de gases entre o ar e o sangue.

O pulmão esquerdo, por partilhar espaço com o coração, é menor, estando dividido em dois lobos: inferior e superior. Já o direito está dividido em três lobos: inferior, médio e superior. Estes são protegidos por uma membrana serosa, a pleura, que facilita o movimento em cada inspiração e expiração.

A traqueia é a maior das vias respiratórias que acaba por se bifurcar em duas vias aéreas mais pequenas, os brônquios. Estes conduzem o ar até aos pulmões e dividem-se num grande número de vias aéreas, os bronquíolos.

Na sua extremidade, existem cavidades cheias de ar em forma de bolhas (alvéolos). Cada pulmão contém milhões de alvéolos que permitem a troca entre o oxigénio (que passa dos alvéolos para o sangue dos capilares) e o dióxido de carbono (que passa do sangue dos capilares para o interior dos alvéolos).

Os pulmões são os maiores órgãos do sistema respiratório


6 estratégias para proteger os pulmões

  1. Evite as multidões durante a época das constipações e gripes.
  2. Vacine-se contra a gripe.
  3. Lave as mãos, várias vezes ao dia, com água e sabão.
  4. Evite, ao máximo, o contacto com químicos em casa ou no local de trabalho
  5. Evite fazer exercício físico em locais poluídos.
  6. Não fume.
Última revisão: Setembro 2014

artigos recomendados

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this