Brinquedos sexuais sem tabus

brinquedos sexuais sem tabus

Permitem resolver dificuldades pontuais e podem melhorar (bastante) a vida sexual do casal, mesmo quando não existem problemas. Com os cuidados certos, não há motivos para não experimentar os brinquedos sexuais.

  • Entrevista aVânia BelizSexóloga

Não são mais um exclusivo das sex shops. Estão à venda nos hipermercados, em farmácias e parafarmácias para que os possa adquirir com a mesma naturalidade com que compra uma pasta de dentes ou um champô. Os brinquedos sexuais tornaram-se mainstream, lê-se em vários artigos publicados online por altura de um estudo norte-americano que, em 2009, apurou que mais de metade das mulheres inquiridas possuía um vibrador, o brinquedo sexual mais vendido na Internet.

«Não devem ser usados exclusivamente como um substituto, mas sim como uma fonte extra de prazer.»

As mulheres que o utilizam, tanto a sós como a dois, segundo o mesmo estudo, são também as que cuidam melhor da sua saúde ginecológica (através da realização periódica de exames de rotina) e têm valores mais elevados na escala do Índice de Funcionamento Sexual Feminino, um instrumento que avalia o ciclo de resposta sexual em mulheres nas fases de desejo, excitação, orgasmo e resolução. Mas, afinal, como é que os brinquedos sexuais podem ajudar a chegar do ponto A ao ponto O com mais prazer? Em entrevista à Revista Prevenir, a sexóloga Vânia Beliz explica.

Faz sentido introduzir os brinquedos sexuais quando a vida sexual do casal é satisfatória?

«Os brinquedos ou objetos sexuais podem ser usados individualmente ou em casal com o mesmo objetivo: aumentar o prazer. Não devem ser usados exclusivamente como um substituto, mas sim como uma fonte extra de prazer.»

Quais os brinquedos sexuais que recomenda com mais frequência nas suas consultas?

«Recomendo sobretudo a utilização de dildos, no caso de queixas de dor na relação sexual, dor durante penetração ou vaginismo (contração involuntária da vagina que pode dificultar ou impedir a penetração), e o vibrador, por exemplo, para um casal que aprecia a penetração, mas em que esta está comprometida por alguma disfunção (como ejaculação rápida, disfunção erétil), ou quando o objetivo é quebrar a rotina e aumentar a intimidade.»

Sente que o uso de brinquedos sexuais ainda é um assunto tabu entre os portugueses?

«Penso que houve um aumento da procura. O conceito do “Tuppersexo”, em que as mulheres se reúnem em casa com uma vendedora que mostra e vende produtos sexuais, contribuiu muito para desmistificação destes produtos assim como o fenómeno As 50 Sombras de Grey.»

Além das sex shops, os hipermercados começam agora a vender brinquedos sexuais. Como podemos ter a certeza de que estamos a fazer uma compra segura?

«Não só os hipermercados mas também as farmácias e as parafarmácias já estão a vender estes produtos e é muito positivo que assim seja porque isso veio facilitar o acesso a estes objetos e aumentar o controlo de qualidade. Costumo recomendar três produtos que se vendem exatamente nesses locais: um anel peniano, para o homem, e um vibrador e um estimulador com três pontos de prazer. São produtos seguros e com uma excelente relação qualidade-preço.»

Em termos gerais, que cuidados devemos ter ao usar estes brinquedos sexuais?

«Os cuidados dependem do tipo de produto, mas devem sempre ser limpos com o agente de limpeza indicado na embalagem. Durante a utilização, é importante ter em conta que se deve usar um preservativo se se estiver com múltiplos parceiros e que se usar um brinquedo na zona anal este não deve entrar em contacto com a vagina, a fim de evitar infeções. Também é importante que as pessoas saibam que enquanto a vagina é um canal fechado, no ânus os objetos podem subir e ser precisa intervenção médica para os remover. Pode ser igualmente importante a utilização de lubrificantes.»


O sex toy de que precisa

A sexóloga Vânia Beliz indica o brinquedo sexual que pode mudar a sua vida sexual. Para melhor.

“Tenho dificuldades em excitar-me”
“Tenho dificuldades em excitar-me”

É importante que consiga aprender a estimular o seu corpo, que se toque, explore e conheça as suas zonas de prazer. Experimente um vibrador para penetração, um produto que estimule o clitóris ou ambos. Se não conseguir ter prazer contacte um especialista.

É importante que consiga aprender a estimular o seu corpo, que se toque, explore e conheça as suas zonas de prazer. Experimente um vibrador para penetração, um produto que estimule o clitóris ou ambos. Se não conseguir ter prazer contacte um especialista.

“A anatomia da vagina mudou desde o parto”
“A anatomia da vagina mudou desde o parto”

As bolas vaginais são uma boa ajuda para mulheres que têm perdas de urina quando riem ou fazem esforços e/ou enquanto recuperam de um parto, pois permitem estimular as paredes da vagina. Não são para ser usadas durante a relação sexual, mas sim num momento em que a mulher esteja em movimento, por exemplo, durante uma caminhada. As bolas têm outras no seu interior que com o movimento estimulam a musculatura da vagina.

As bolas vaginais são uma boa ajuda para mulheres que têm perdas de urina quando riem ou fazem esforços e/ou enquanto recuperam de um parto, pois permitem estimular as paredes da vagina. Não são para ser usadas durante a relação sexual, mas sim num momento em que a mulher esteja em movimento, por exemplo, durante uma caminhada. As bolas têm outras no seu interior que com o movimento estimulam a musculatura da vagina.

“Gosto de me masturbar e quero inovar”
“Gosto de me masturbar e quero inovar”

A escolha do brinquedo deve ter em conta o que gosta mais de estimular: o clítoris ou a vagina. Se aprecia mais a estimulação externa, um produto com várias texturas e várias formas de vibração pode ser uma boa descoberta. Se prefere a penetração, opte por um vibrador – existem tantas variedades que a escolha não será fácil.

A escolha do brinquedo deve ter em conta o que gosta mais de estimular: o clítoris ou a vagina. Se aprecia mais a estimulação externa, um produto com várias texturas e várias formas de vibração pode ser uma boa descoberta. Se prefere a penetração, opte por um vibrador – existem tantas variedades que a escolha não será fácil.

“Quero quebrar a rotina”
“Quero quebrar a rotina”

Terá sempre de ser avaliada que tipo de intimidade existe entre os parceiros e quais as preferências de cada um para escolher a melhor forma de inovar. Existem brinquedos sexuais para todos os gostos e produtos que vão desde a cosmética erótica (cremes, óleos) aos adereços mais diversos (máscaras, algemas, fantasias, lingerie).

Terá sempre de ser avaliada que tipo de intimidade existe entre os parceiros e quais as preferências de cada um para escolher a melhor forma de inovar. Existem brinquedos sexuais para todos os gostos e produtos que vão desde a cosmética erótica (cremes, óleos) aos adereços mais diversos (máscaras, algemas, fantasias, lingerie).

“O meu parceiro tem dificuldade em ter ereções”
“O meu parceiro tem dificuldade em ter ereções”

É necessária uma avaliação para se saber se estamos perante uma dificuldade ou uma disfunção. Caso se trate de uma dificuldade, o anel peniano pode ajudar a manter a ereção mais tempo, assim como os cremes e produtos com substâncias vasodilatadoras. Os preservativos quando apertam a base do pénis também podem melhorar a rigidez, e existem alguns com produtos vasodilatadores.

É necessária uma avaliação para se saber se estamos perante uma dificuldade ou uma disfunção. Caso se trate de uma dificuldade, o anel peniano pode ajudar a manter a ereção mais tempo, assim como os cremes e produtos com substâncias vasodilatadoras. Os preservativos quando apertam a base do pénis também podem melhorar a rigidez, e existem alguns com produtos vasodilatadores.

“Quero retardar o orgasmo do meu companheiro”
“Quero retardar o orgasmo do meu companheiro”

A maior parte dos brinquedos sexuais aumenta a excitação, por isso, aposte em cremes ou preservativos que tenham a capacidade de retardar ou aumentar o tempo até ao orgasmo. Experimente aplicar no pénis um creme retardante ou um preservativo que prolongue o prazer.

A maior parte dos brinquedos sexuais aumenta a excitação, por isso, aposte em cremes ou preservativos que tenham a capacidade de retardar ou aumentar o tempo até ao orgasmo. Experimente aplicar no pénis um creme retardante ou um preservativo que prolongue o prazer.


Use-os bem

Os brinquedos sexuais são vias de transmissão de infeções sexualmente transmissíveis, entre outros problemas, se não houver uma utilização adequada…

  • Não use um brinquedo com várias pessoas, use um preservativo caso se trate de um vibrador.
  • Alguns brinquedos sexuais (como os anéis penianos) podem ser utilizados uma vez ou reutilizáveis.
  • Reserve-lhes um lugar seguro, longe de crianças para evitar constrangimentos.
  • Depois de utilizados, os brinquedos sexuais devem ser limpos de acordo com a especificidade de cada produto, que pode passar por lavar com água.
  • Não os deixe soltos sem proteção em gavetas – podem danificar-se e a sua limpeza fica comprometida.
  • Se o brinquedo sexual funciona por carregamento, não o utilize enquanto estiver ligado à corrente elétrica.
  • No caso de serem produtos com pilhas, verifique o estado das mesmas.
Última revisão: Fevereiro 2017

artigos recomendados

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this