A vida é (muito) melhor aos 40

A vida é (muito) melhor aos 40 anos

Para as mulheres que estão prestes a fazer 40 anos, a coach Teresa Marta ensina o que fazer para que esta seja a melhor década de sempre.

  • EdiçãoCatarina Caldeira BaguinhoJornalista

  • ColaboraçãoTeresa MartaMental Coach e fundadora da Academia da Coragem

«O que vemos em nós determina quem somos» e, muitas vezes, o nosso “ser psicológico” não gosta do número 40. Desafie-o. No dia do seu 40.º aniversário, olhe-se ao espelho e diga a si própria ”sou plena e linda, seja qual for a minha idade”, aconselha a coach para a coragem. Depois, todos os dias, estime-se, mime-se, valorize-se e verá que a idade é apenas um número», aconselha Teresa Marta, mental coach e fundadora da Academia da Coragem.

Foque-se numa nova vida: a sua

Segundo Teresa Marta, «o início dos 40 anos deve ser visto como um incentivo para recomeçarmos as vezes que forem necessárias para alcançarmos o nosso propósito, para vivermos de acordo com o que sentimos e para sermos autênticas connosco, para iniciarmos um estilo de vida em função do que queremos de verdade e não uma vida construída a partir do que as outras pessoas querem ou acham ser o melhor para nós.»

Sinta-se (ainda) mais bonita

«Adapte a maquilhagem à sua idade, procure um shopper adviser ou peça ajuda a uma amiga cujo bom gosto seja uma marca, mas também aprenda a achar graça às suas manias e imperfeições. Para isso deve simplificar a sua vida, começando por simplificar os seus pensamentos. E não esqueça: por baixo de todas as mudanças feitas por fora, existe uma alma interior que é quem realmente somos e que reclama que a tratem com respeito pelo que é e pelo caminho feito», sublinha Teresa Marta.

Celebre a chegada dos 40 anos

«Olhe para o que a vida tem de bom e para tudo o que já viveu. O facto de iniciar mais uma década deve honrar a sua resiliência, a sua capacidade infinita de dar a volta por cima e a sua autoestima


Conheça outras pessoas

«Mais do que retomar amizades antigas (que não voltam a ser a mesma coisa – tal como quando voltamos para um ex-namorado), deve encontrar novas amizades que correspondam aos seus interesses do momento, às necessidades que pretende desenvolver e à qualidade das interações que deseja ter para se sentir equilibrada.» Esta interação deve ser presencial, de forma a «sentir o outro e sentir-se a si mesma na presença do outro», afirma a coach à Revista Prevenir.

Faça algo pela primeira vez

«Fazer voluntariado ou participar numa missão a países desfavorecidos, iniciar uma atividade desportiva, viajar em grupo, participar em clubes sobre temáticas do seu interesse, fazer meditação ou caminhadas acompanhada são atividades onde pode fazer amizades reais e duradouras.»


Quer ser feliz? Não faça isto

  1. «Pensar no envelhecimento como o fim da vida.»
  2. «Parar de fazer planos e de ter objetivos.»
  3. «Deixar de aprender, de estudar, de conhecer novas realidades.»
Última revisão: Dezembro 2016

artigos recomendados

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this