Em parceria com

logo_avene

Desporto ao ar livre, sim, mas com proteção solar

Desporto ao ar livre, sim, mas com proteção solar

Sete regras para aproveitar os benefícios da prática de desporto ao ar livre sem prejudicar a pele.

  • ColaboraçãoDra. Celeste Brito
    Médica dermatologista, diretora de Serviço de Dermatologia do Hospital de Braga
    Afonso Vareta
    Personal trainer

A prática de desporto ao ar livre tem vindo a ser associada a efeitos positivos na saúde que vão além dos que já eram atribuídos à atividade física em geral. Quando realizado em contacto com a natureza (aquilo a que a ciência chama de “green exercise”), o exercício físico melhora ainda mais o humor e a autoestima, dois indicadores de saúde mental, e promove níveis de pressão arterial mais saudáveis. A exposição à luz solar aumenta a produção de vitamina D, o que pode explicar em parte os benefícios ao nível do humor, no entanto, para que no final do treino o saldo seja positivo é preciso também prevenir os efeitos nocivos da exposição solar.

«O suor aumenta a fotossensibilidade e o risco de queimadura solar»

«A exposição à radiação ultravioleta não é só problemática na praia, mas também quando se faz desporto ao ar livre», lembra Celeste Brito, médica dermatologista. Afonso Vareta, personal trainer reconhece que: «Muitas vezes, só nos lembramos de usar protetor solar quando estamos a entrar na época de verão e o sol está mais forte. No entanto, eu que trabalho e treino maioritariamente outdoor, sei que devemos ter o cuidado de nos proteger todo o ano porque o sol de inverno também agride e queima a pele».

7 regras de proteção solar para quem pratica desporto ao ar livre

Se quer usufruir dos benefícios do desporto ao ar livre sem correr os riscos associados à exposição solar, certifique-se de que adota estes cuidados essenciais.

1. A proteção solar começa em casa

Independentemente do tom de pele, quem faz desporto ao ar livre deve «usar protetor solar SPF 50, que deve ser aplicado meia hora antes da exposição solar. É importante também o uso de chapéu, óculos e vestuário adequado, idealmente com proteção UV», recomenda a médica dermatologista Celeste Brito. «Mesmo com estas medidas, devem evitar-se treinos ao ar livre entre as 11 e as 17 horas. De uma forma prática, devem escolher-se horas em que a nossa sombra seja maior do que nós próprios», explica.

2. Quanto mais treina mais pausas tem de fazer

A aplicação do protetor solar deve ser renovada, no máximo, «de duas em duas horas, mas em situações de sudação excessiva essa frequência deve ser maior, variando de acordo com o grau de transpiração», indica Celeste Brito, explicando: «O suor aumenta a fotossensibilidade e o risco de queimadura solar. A aplicação do protetor deve ser feita após secar a pele».

3. As zonas mais esquecidas devem ser reforçadas

«Todas as zonas expostas devem ser protegidas durante a prática de exercício ao ar livre, nomeadamente rosto, não esquecendo as orelhas, pescoço e nuca, zona do decote, ombros, braços e pernas. Mesmo em dias nublados, com nevoeiro ou vento, é importante manter estes cuidados, uma vez que as nuvens podem contribuir para a reflexão da radiação ultravioleta e a exposição à mesma pode ser superior àquela que é percebida», sublinha a médica dermatologista.

Se não usa protetor solar quando faz desporto ao ar livre porque o creme deixa-lhe as mãos escorregadias, experimente uma fórmula não oleosa com toque seco como o Fluido Sport SPF 50+, de Avène

Afonso Vareta, personal trainer, acrescenta: «Quando chega a hora de aplicar o protetor antes do treino e da exposição solar, as zonas que nos lembramos de proteger são a cara e os braços que de facto são bastante importantes, mas não nos devemos esquecer das restantes partes do corpo que ficam em exposição. É comum os desportistas negligenciarem a zona das pernas, ou porque se esquecem ou porque não consideram importante proteger».

4. Aquilo que veste é importante

«Além dos cuidados com a proteção solar, quem pratica desporto ao ar livre deve escolher vestuário adequado, idealmente leve, que deixe a pele respirar e com proteção UV, para evitar maceração e irritação da pele. Também o calçado deverá ser respirável e não apertado, para prevenir certas infeções cutâneas», recomenda Celeste Brito.

5. Beber água é essencial

«É muito importante a ingestão adequada de água durante a prática desportiva, uma vez que a pele, sendo o maior órgão do corpo humano, também é um dos que mais sofre com a desidratação», lembra a médica dermatologista.

6. O tipo de terreno onde treina importa

Como explica Celeste Brito: «Diferentes superfícies refletem de forma distinta os raios solares. Esta reflexão é particularmente elevada na neve (85%) e na areia da praia (30%). A água também reflete a radiação numa percentagem média de 10%, mas que varia com o ângulo de incidência da radiação (quanto mais perpendiculares forem os raios solares menor é a reflexão). Terrenos de relva e terra batida tendem a refletir a radiação solar numa percentagem média de 20 e 10 por cento respetivamente. Esta capacidade de reflexão da radiação deve ser tida em conta e explica o motivo pelo qual devemos ter o mesmo tipo de cuidados com o sol, mesmo estando à sombra de um chapéu de sol ou de um toldo».

7. Escolher bem o protetor solar que usa

A escolha do protetor solar certo para a prática desportiva é muito importante, pois pode fazer a diferença entre querer ou não usá-lo. «O facto de algumas fórmulas deixarem as mãos escorregadias pode ser um fator desfavorável para quem treina com material e as pegas são importantes. Pessoalmente, prefiro uma fórmula de aplicação rápida ou em spray. Algo leve, que aguente e resista ao suor provocado pela intensidade do treino. A embalagem deverá ser prática e não muito grande», refere o personal trainer Afonso Vareta. A fórmula não oleosa com toque seco do Fluido Sport 50+, de Avène, foi especialmente desenvolvida para atletas. Inclui um complexo antioxidante com pró-taurina que protege contra o stresse oxidativo incitado pelo sol e provocado pela atividade física. Tem um efeito fresco na pele que a deixa respirar. É muito resistente à água e ao suor.

As nossas sugestões

Para o verão de 2019, Avène lança três novidades de proteção solar, à venda em farmácias e parafarmácias. Conheça-as na galeria de imagens.

Fluido Sport SPF 50 + (100 ml)
Fluido Sport SPF 50 + (100 ml)

Ideal para atletas que procuram um protetor solar com textura não oleosa e ultra fluida. Inclui proteção anti UVB-UVA de largo espetro e um complexo antioxidante único para uma proteção celular completa contra o stresse oxidativo. Preço recomendado: 20 euros

Ideal para atletas que procuram um protetor solar com textura não oleosa e ultra fluida. Inclui proteção anti UVB-UVA de largo espetro e um complexo antioxidante único para uma proteção celular completa contra o stresse oxidativo. Preço recomendado: 20 euros

Spray SPF 50 + (200 ml)
Spray SPF 50 + (200 ml)

Com uma textura inovadora hidra-protetora, protege a pele da secura cutânea, garantindo hidratação até 6 horas. Oferece proteção de largo espetro contra os raios UVA e UVB graças ao complexo fotoprotetor Sunsitive Protection. Preço recomendado: 22 euros.

Com uma textura inovadora hidra-protetora, protege a pele da secura cutânea, garantindo hidratação até 6 horas. Oferece proteção de largo espetro contra os raios UVA e UVB graças ao complexo fotoprotetor Sunsitive Protection. Preço recomendado: 22 euros.

B-Protect SPF 50 + (30 ml)
B-Protect SPF 50 + (30 ml)

Fórmula antipoluição para utilização diária em todos os tipos de pele com pigmentos microencapsulados libertados durante a aplicação com efeito uniformizador, proporcionando uma tez luminosa. Preço recomendado: 18,70 euros.

Fórmula antipoluição para utilização diária em todos os tipos de pele com pigmentos microencapsulados libertados durante a aplicação com efeito uniformizador, proporcionando uma tez luminosa. Preço recomendado: 18,70 euros.

Fluido Sport SPF 50+, imprescindível na rotina de treinos de Afonso Vareta

O dia do alteta Afonso Vareta começa bem cedo, antes do sol nascer. O Fluido Sport SPF 50+ é imprescindível para uma proteção da pele eficaz nesta rotina de treinos devido à sua ultra resistência à água e ao suor. Veja o video e faça como o Afonso Vareta.

Última revisão: Maio 2019

artigos recomendados

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this