Soluções contra papos e olheiras

Soluções contra papos e olheiras - Prevenir

Mais fina e sensível, a pele em torno dos olhos tende a refletir os sinais mais comuns do cansaço e da desidratação através da formação de papos e olheiras. Aprenda a prevenir e a tratar estes dois problemas.

  • PorSofia Santos CardosoJornalista

  • Entrevista aDra. Manuela CochitoMédica dermatologista

Quer os papos, quer as olheiras «têm uma forte predisposição genética, no entanto, existem fatores externos que podem condicionar o seu aparecimento e/ou agravar a sua manifestação», como explica Manuela Cochito, médica dermatologista, em entrevista à Revista Prevenir: «O stresse, os horários desfasados e as noites mal dormidas podem tornar as olheiras e os papos mais evidentes, assim como algumas doenças sistémicas, como as doenças renais. A exposição solar também acelera o envelhecimento da pele, deixando-a mais flácida e mais propensa a desenvolver os papos que se formam na pálpebra inferior. Por outro lado, os papos que apresentam gordura subcutânea também podem estar relacionados com o excesso de peso».

Em que idade surgem mais frequentemente as olheiras e os papos?

«As olheiras “clássicas”, causadas pelo aumento de pigmentos (hiperpigmentação) na zona da pálpebra inferior, têm uma grande predominância genética e podem aparecer logo na infância. Dependendo da carga genética e dos hábitos de estilo de vida, estas podem acentuar-se ao longo dos anos. As olheiras causadas pelo abrandamento da circulação venosa nesta zona, e que, normalmente apresentam um tom violáceo, estão mais relacionadas com o estilo de vida, como a qualidade do sono, e podem surgir em qualquer idade. Os papos surgem em idades mais avançadas, normalmente a partir dos 40 anos, decorrentes do envelhecimento da pele.»

Que cuidados ajudam a prevenir a formação de olheiras e papos?

«Seguir uma alimentação equilibrada, dormir o número de horas adequado (entre seis e oito horas), não fumar e evitar o consumo excessivo de álcool e o contacto com ambientes muito poluídos são cuidados essenciais para um estilo de vida saudável, que também ajudam a prevenir o aparecimento deste tipo de manifestações. Além destes, devemos ter cuidados específicos de hidratação e de fotoproteção desde muito cedo.

«O creme de olhos deve ser aplicado todos os dias, de manhã e à noite, antes do creme de rosto»

A partir da puberdade, as pessoas devem começar a hidratar a pele das pálpebras, tal como fazem com a restante pele do rosto. Assegurar a fotoproteção desta zona através da aplicação de um protetor solar adequado nas horas de maior exposição solar e do uso de óculos de sol, mesmo no inverno.»

Quais são os erros mais comuns que agravam as olheiras e os papos?

«É muito comum as mulheres hidratarem a pele do rosto e esquecerem-se do contorno dos olhos. O creme de olhos deve ser aplicado todos os dias, de manhã e à noite, antes do creme de rosto. Outro erro comum é não fazer uma fotoproteção adequada desta zona do rosto.»


Que tipo de protetor solar devemos usar na zona do contorno de olhos?

«Nem todos os protetores solares formulados para o rosto estão preparados para serem aplicados junto aos olhos. Devemos escolher apenas as fórmulas que contenham a indicação de que “não ardem nos olhos”. No entanto, o uso de óculos de sol é a melhor forma de protegermos as pálpebras da radiação solar.»

Como devemos escolher o creme de olhos ideal?

«O creme de olhos deve ser escolhido de acordo com a necessidade de cada um. É importante perceber se pretendemos apenas um hidratante ou uma fórmula específica “antiolheiras” ou “antipapos” e, nestes casos, devemos procurar essa mesma indicação no rótulo do produto. Existem cremes com efeito vasoconstritor que melhoram a circulação sanguínea desta zona da pele, cremes formulados especificamente para reduzir a pigmentação e cremes drenantes, ideais para reduzir os papos que são provocados por edema. O dermatologista pode aconselhar a fórmula ideal para cada caso.»


{ A DERMATOLOGISTA ACONSELHA }

Soluções no consultório

Quando os cuidados de estilo de vida e tratamentos cosméticos não são suficientes, existem técnicas que podem ajudar a tratar as olheiras e os papos. A escolha do método ideal deve ser feita sob a indicação de um dermatologista e o número de sessões necessárias deve ser definido caso a caso.

  • Olheiras provocadas pelo excesso de pigmentação
    A solução: Peeling químico
    «Melhora a textura da pele das pálpebras, ajudando a remover a hiperpigmentação que está na origem das olheiras. A composição destes peelings depende muito da técnica e experiência de cada especialista.»
  • Olheiras profundas
    A solução: Preenchimento com ácido hialurónico
    «A aplicação de ácido hialurónico ajuda a reduzir as olheiras que apresentam um sulco muito profundo debaixo da pálpebra inferior.»
  • Papos ligeiros
    A solução: Laser fracionado
    «Este é o único tipo de laser que pode ser utilizado no contorno de olhos por ser mais superficial. Está especialmente indicado para corrigir os sinais de envelhecimento da pálpebra inferior, como pequenas rugas e manchas. Ao melhorar a textura da pele, esta passa a reter menos água, diminuindo assim o edema que está associado ao aparecimento dos papos.»
  • Papos muito evidentes
    A solução: Blefaroplastia
    «É a cirurgia que permite remover o excesso de pele e gordura das pálpebras inferiores que está na origem dos papos, quando os tratamentos cosméticos e minimamente invasivos já foram realizados e não foram eficazes.»

Receita caseira

Parches de chá frio de camomila

«A aplicação de chá frio de camomila ajuda a drenar a água acumulada na zona das pálpebras, responsável pelos papos provocados por edema», indica a dermatologista Manuela Cochito.
Faça assim Nos dias em que os papos estão mais evidentes, mergulhe duas compressas de algodão em chá frio, aplique-as em cada olho e deixe atuar durante dois minutos. Este cuidado deve ser feito antes de iniciar a rotina de hidratação.

Última revisão: Abril 2018

artigos recomendados

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this