Champô seco: como escolher e usar

O que precisa saber sobre champô seco

Nos dias em que não tem tempo para lavar o cabelo, o champô seco é um recurso seguro e saudável. No entanto, o seu efeito dependerá sempre do tipo de cabelo e da forma como o aplica.

  • PorSofia Santos CardosoJornalista

  • ColaboraçãoDra. Paula QuirinoMédica dermatologista

O champô seco refresca e limpa o cabelo sem precisar de usar água. O “segredo” está na sua composição rica em substâncias capazes de eliminar a oleosidade e os resíduos sem enxaguamento. Além de deixar o cabelo limpo e fresco, o champô seco confere brilho e volume, especialmente aos cabelos mais finos. É a solução ideal para situações de última hora, em que não se tem tempo para fazer a lavagem normal. Pode ainda ser uma boa estratégia para prolongar a durabilidade de um penteado ou até da coloração.

Contudo, apesar da sua eficácia, a sua utilização não deverá cair no exagero. Paula Quirino, médica dermatologista, alerta que «não deverá ultrapassar uma aplicação por semana». Mas há outros cuidados essenciais a ter e casos em que a sua utilização não é aconselhável.

Como atua

O champô seco elimina de uma forma instantânea a oleosidade e os resíduos presentes no cabelo, no momento em que é pulverizado sobre a raiz e a haste capilar. «Contém componentes como o amido, o arroz, o milho, a argila, a sílica ou o caolino, que têm uma ação adstringente, absorvendo toda a sujidade do cabelo. Tem também extratos de plantas como a urtiga, a camomila ou a menta, que conferem uma sensação de frescura e limpeza», indica a dermatologista à Revista Prevenir. A sua utilização não apresenta qualquer risco para nenhum tipo de cabelo.

É a solução ideal para situações de última hora, em que não se tem tempo para fazer a lavagem normal

Contudo, a especialista ressalva a importância de lavar o cabelo com enxaguamento e um agente lavante com regularidade. «Para retirar eficazmente a oleosidade e a sujidade do cabelo, é sempre conveniente lavar o cabelo com água e champô.»

Tenha em conta o seu tipo de cabelo

O efeito do champô seco depende muito do tipo de cabelo onde é aplicado. «Nem todos os cabelos têm as características ideais para a atuação eficaz dos seus componentes. Em alguns casos, o resultado final pode não ser o desejado», alerta Paula Quirino. «Os cabelos mais oleosos são os que mais beneficiam deste produto. Já os cabelos muito secos raramente carecem de um champô seco», indica. Por outro lado, é mais fácil aplicar o champô seco em cabelos mais finos, lisos e curtos do que em cabelos volumosos e muito compridos.

A fórmula ideal para si

Para obter um resultado mais eficaz, é importante que escolha uma fórmula adequada ao seu tipo de cabelo. «As fórmulas com extratos de urtiga são as mais indicadas para os cabelos oleosos, por terem uma maior ação adstringente. Se tiver o cabelo seco, a melhor opção será um champô que contenha leite de aveia, pelas suas características hidratantes», refere Paula Quirino.  A cor do cabelo também poderá influenciar o resultado do champô, já que este poderá deixar alguns resíduos brancos que, nos cabelos mais escuros, podem ser mais difíceis de eliminar. Para evitar esta situação, «os champôs com óxido de ferro são a melhor escolha para os cabelos mais escuros», sugere a dermatologista.


Evite-os nestes casos

À parte do tipo de cabelo, existem algumas situações em que o champô seco não deverá ser uma alternativa à lavagem. «A escovagem que a aplicação do champô seco implica após a sua pulverização, não é exequível em cabelos com extensões. Nos casos em que há uma queda ativa de cabelo, esta escovagem – mais vigorosa do que a normal – poderá acentuar ainda mais esta queda», explica Paula Quirino. Quando o couro cabeludo está sensibilizado, a dermatologista também aconselha «a lavagem com enxaguamento e um agente lavante que contenha princípios ativos suaves». Quando existe caspa ou eczema do couro cabeludo, o champô seco também deve ser evitado. Em ambas as situações, «deve-se privilegiar a lavagem com água e champôs específicos que atuem ao nível do couro cabeludo», recomenda.

Os riscos do uso excessivo

O uso abusivo do champô seco em detrimento de uma lavagem com enxaguamento poderá trazer algumas complicações, especialmente para o couro cabeludo. Por isso, Paula Quirino aconselha uma única aplicação por semana, no máximo. «Apesar da sensação de limpeza instantânea do champô seco, este não garante uma lavagem verdadeiramente eficaz, nomeadamente do couro cabeludo», frisa.

Quando existe caspa ou eczema do couro cabeludo, o champô seco deve ser evitado

«Ao fim de algum tempo, há microrganismos que estão naturalmente presentes no couro cabeludo que acabam por proliferar, provocando descamação, prurido e/ou irritação». No entanto, ressalva que estas complicações só podem surgir em «casos em que não há uma lavagem eficaz e regular do cabelo».

 


Como aplicar o champô seco

Paula Quirino, médica dermatologista, explica à Revista Prevenir o passo a passo para uma correta aplicação deste tipo de champô:

  1. Escolha uma fórmula em spray. Além de ser mais fácil de aplicar, nomeadamente ao longo da haste capilar, permite uma difusão do produto mais uniforme do que as fórmulas em pó.
  2. Certifique-se que o seu cabelo está completamente seco. Para uma absorção eficaz do produto, o cabelo não pode estar húmido.
  3. Pulverize o champô em direção à raiz, mantendo uma distância de 15 a 30 centímetros. Nas instruções de utilização, encontrará as recomendações específicas, que variam de acordo com a marca.
  4. Aplique o produto ao longo da haste capilar, separando o cabelo em várias mechas. Assim, facilita a aplicação e consegue uma limpeza completa.
  5. Faça uma massagem ao couro cabeludo, depois de pulverizar o champô. Utilize a ponta dos dedos para fazer movimentos circulares suaves. Esta massagem irá ajudar na impregnação do produto.
  6. Deixe o champô atuar entre dois e três minutos e, de seguida, escove o cabelo, de preferência com uma escova de cerdas macias. Este é um gesto imprescindível para a remoção eficaz dos resíduos.
Última revisão: Setembro 2017

artigos recomendados

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this